domingo, 10 de julho de 2011


O CANAL  DAS  PALAVRAS

Eu viajo nas palavras
como numa cauda de um cometa,
vou além da imaginação,
viro-as pelo avesso ,
direito, esquerdo, para cima , para baixo.
Tornam-se bonecos em nossas mãos
ou doces em nossos lábios.

No entanto,
não passam de meros instrumentos ou acessórios,
condutoras de ideias , sentimentos, pontos de vista.
Carregam consigo uma dose de concisão
que torna impossível medir ou definir
a intensidade de uma amizade através delas.
Portanto, vale lembrar que elas
 representam apenas uma parcela
de um todo não divulgado...

(Zizi)

Nenhum comentário: